sexta-feira, 25 de março de 2016

Transplante e poda de formação de uma pequena árvore

Antes demais, estou satisfeito pela implementação das técnicas de transplante. Melhorei na preparação da actividade, dos materiais, no estudo de alternativas após analisar a base da planta.
 As borboleta, a preparação do vaso, a colocação e fixação da rede de drenagem, assim como a peneira do solo (akadama fina e média), foram bem realizadas.
 Esperava um sistema radicular de maior dimensão e foi uma surpresa os dois troncos terem realmente juntos.
 Pude podar as raízes a uma profundidade razoável, mas no próximo transplante, terei de continuar os cuidados sobre o sistema radicular. Neste trransplante tive sucesso na fixação da planta ao vaso, decorreu sem problemas e a árvore ficou bem fixa. É bom observar estas melhorias e o meu conselho é: reúnam material necessário (não inventem. material indicado desde o arame ao solo.) e façam muitos transplantes).

O resultado final é satisfatório para um futuro Sokan Mame. Deixarei engrossar o tronco secundário, para que constitua a ramificação da esquerda. Por isto, ainda não tomei decisão definitiva sobre o ramo principal à direita, de qualquer das formas desci a sua direcção e espero que engrosse. Segue-se depois um ramo de profundidade e o topo. Há portanto muito trabalho pela frente.