sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Laplace (Pierre simon,) - Buxus Yose-ue



Laplace (Pierre simon,)

Buxus - uma tentativa de um Yose-ue (floresta)
Antes da poda.


Astrónomo, matemático e físico francês (Beaumont-en-auge, Normandia, 1749-*Paris, 1827). Professor da Escola Norma, e posteriormente examinador na Politécnica, foi nomeado ministro do interior mas, pouco dado à política, é substituído por Luciano Bonaparte. Em 1799 entra para o Senado e, apesar das honrarias concedidas por Napoleão, Laplace vota, em 1814, a destituição do imperador, aliando-se a Luís XVIII, que o faz marquês e par de França.
A mecânica celeste. A Exposition du systéme du monde (1976), contém a célebre hipótese cosmogónica de Laplace, segundo a qual o sistema solar actual teria tido a sua origem numa nebulosa em rotação envolvendo um núcleo extremamente denso e de temperatura muito elevada. Esta hipótese conheceu um imenso sucesso, chegando ao ponto de inspirar as mais modernas teorias da formação do sitema solar. Na sua Mécanique celeste (1798-1825), Laplace reuniu, num único corpo de doutrina homogénea, todos os trabalhos concebidos desde Newton, Halley, Clairut, D´Alembert e Euler sobre as consequências do princípio da gravitação universal.
O cálculo de probabilidades. Em 1812 é dada à estampa a Théorie analytique dês probabilités, e na introdução à 2ª edição (1814) expõem-se, sem nenhum esquema matemático, os princípios e as aplicações da geometria do acaso.
A física. Laplace fez, juntamente com Lavoisier, as primeiras medições calorimétricas relativas aos calores específicos e às reacções químicas (1780). Estabeleceu a fórmula das transformações adiabáticas de um gás, utilizando-a na expressão geral da capilaridade. Por último, formulou as duas leis elementares do electromagnetismo.